agenciamentos radiofônicos

Atualizado: 26 de jan.


Tetsuo Kogawa e Félix Guattari, Maio de 1981, foto por Kazumi Hirose


A psicanálise, assim como a rádio, está no campo da linguagem, da palavra, do corpo: ambas fazem circular a palavra, cada uma a seu modo de funcionamento. Vibram, tocam, afetam. No início do século XX, suas histórias se cruzam em um momento conturbado, marcado pelas duas grandes guerras mundiais. Pela psicanálise, encontramos a presença de Donald Winnicott, o primeiro psicanalista a ocupar o espaço em uma rádio e, de certo modo, disseminar a psicanálise em uma linguagem popular, acolhendo pessoas pelas ondas do ar — ondas de rádio que viajam à velocidade da luz no vácuo. Mais precisamente, este fato aconteceu entre 1943 e 1962, durante e após a Segunda Guerra Mundial, momento de intensos bomba